Barracão Separado

Page 5 of 8 Previous  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Next

View previous topic View next topic Go down

Barracão Separado

Post by Ryou Hayashi on Thu Jan 26, 2017 1:43 am

First topic message reminder :

Um pouco distante de toda a comoção principal, até mesmo depois dos trailers dos "atores", tem um barracão cuja as cores se misturam com a noite.

No interior, as luzes são fracas e tem uma mesa redonda com diversas cadeiras distribuídas. A entrada é guardada por dois homens.

-ACESSO RESTRITO-

_______________________________________________________
avatar
Ryou Hayashi

Posts : 917
Join date : 2017-01-02

Ficha
Hp:
0/0  (0/0)
St:
0/0  (0/0)
MC:
0/0  (0/0)

Back to top Go down


Re: Barracão Separado

Post by Victor C. Lunnargentto on Sat Jan 28, 2017 5:34 am

Victor começou a bater palmas como uma criança e se levantou andando até Shibaki e colocou as mãos em torno do seu ombro. Um sorriso extremamente sádico surgiu na sua frente de forma que assustaria qualquer um que o visse. Aquela era a verdadeira forma de Victor Colonnello Lunnargentto. Um assassino sem coração qual fazia de tudo para ter a cabeça de qualquer um que fosse contra suas ordens.

Muito bonitinho garoto, muito fofinho da sua parte! - Beijou o lado direito de seu rosto e seu cabelo inteiro se tornou negro. Começou a regressar lentamente para seu assento. - Alguém tem mais algo para falar? Se não bem, não há motivos para tocarmos mais neste assunto não é mesmo? Aqueles que quiserem falar fora de sua ordem e com tanto "amor" nos seus corações são meus convidados. - Fechou os olhos quase em gargalhadas ignorando completamente o que o menino Shibaki falava.

Ó minha Papisa, não precisa se perdoar. Seu corpo é prova do que a fé é capaz de fazer para salvar as pessoas e eu jamais estaria em posição de poder lhe julgar quando meus próprios subordinados agem sem pensar. - Dizia se voltando à Lupus. E então ignorando ele. Depois de tantas pessoas falando fora de seu tempo ele simplesmente suspirou. Lupus uma nova fala sua de desrespeito e eu não poderei mais garantir a sua segurança, nem mesmo a sua Minaka.

Ao notar a saida da outra ele deu de ombros.

Parece que nossa pequenas ferinha se foi... então voltemos a nossa programação normal. Aliás... Waria e Leone realmente fazem um casal... er... diferente? - Dizia ele quase sem nenhuma certeza na sua fala.

_______________________________________________________
avatar
Victor C. Lunnargentto
Seikishidan
Seikishidan

Posts : 290
Join date : 2016-12-29

Ficha
Hp:
280/280  (280/280)
St:
8/8  (8/8)
MC:
260/260  (260/260)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Seikishidan on Sat Jan 28, 2017 5:39 am

Assim que o beijo do seu mestre era dado. As dez sombras partiam em cima de Shibaki de forma astuta e antes mesmo que ele tivesse qualquer reação as dez espadas golpeavam ao mesmo tempo seu pescoço. Cinco de cada lado, formando um cortador de dez lâminas que agem de forma harmoniosa. 


De forma unissono eles respondem a gritaria de Shibaki. - Você não está apto a falar e a ameaçar nosso mestre. Seu lugar é a morte.


10D20 + 20 + 4 para acerto 
10D50 + 50 + 10 para dano.

Dano mínimo 2 (ou seja, não há falha crítica. As lâminas tem capacidade de causar: Hemorrage, Stun, Poison, Curse, Burn, Sleep, Slow, Petrify, Defeated  e Short Circuit (10D20 + 5 para funcionar os status na ordem dos dados)
avatar
Seikishidan

Posts : 14
Join date : 2017-01-26

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Administrador on Sat Jan 28, 2017 5:39 am

The member 'Seikishidan' has done the following action : Lançar dados


#1 '20' : 11, 1, 14, 14, 19, 1, 1, 13, 6, 5

--------------------------------

#2 '20' : 15, 18, 14, 18, 7, 16, 19, 14, 10, 18

--------------------------------

#3 '50' : 1, 11, 27, 50, 6, 22, 13, 28, 19, 42
avatar
Administrador
Ultimate One

Posts : 854
Join date : 2016-12-20

Ficha
Hp:
1/1  (1/1)
St:
1/1  (1/1)
MC:
1/1  (1/1)

http://steigen.forumotion.com

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Bleidd Sizigium on Sat Jan 28, 2017 5:43 am

Ao ver o mar de sangue que se formou depois do golpe do outro e como ele iria morrer sem ninguém ser capaz de fazer nada ele apenas bocejou e sua unica frase foi.

Eu avisei... Victor parece um bom menino, mas o maior prazer dele é em tirar vidas. - Deu de ombros e então como se nada tivesse acontecido ele retornou a sua fala. Leone, pare com essas infantilidades... você já é quase um adulto para continuar gostando desses desenhos. É por isso que a Waria não gosta de você! - Disse ele tentando consolar o outro.

_______________________________________________________
avatar
Bleidd Sizigium
Gwyn-llys
Gwyn-llys

Posts : 19
Join date : 2017-01-16

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Hae-il Aristóteles on Sat Jan 28, 2017 5:58 am

Ouvi Lupus e agradeci por mostrar-se aliado, no entanto, não iria ser capaz de confia-lo totalmente. Suas histórias e ações não eram boas, assim como de qualquer outro naquela sala – tirando a Papisa e Clemence; ao menos eles parecem boas pessoas para mim. De qualquer jeito, iria ver como o futuro arrumaria a sua imagem. Talvez, no fim desta guerra, eu acabe confiando nele mais do que em qualquer outro – mas, isso eu duvido.

Em seguida, as palavras daquele outro da qual eu não fazia ideia quem era. Suas palavras eram óbvias, uma mágoa que provinha de desapontamento, que provinha da tristeza da perda, tanto de alguém quanto da empatia. Suas palavras foram bonitas no início, concordava com tudo o que ele dizia – generalizando, é claro –, contudo, quando este disse sobre erradicar pessoas, minha opinião mudou totalmente. Entendia que perder alguém era horrível, mas, decair até este ponto? Perder a empatia sobre a humanidade? Não podia aguentar ver aquilo. Por sorte, antes de eu me mover e tentar recuperar a sanidade daquele homem, Victor acabou por fazer o inesperado.

Dentro de minha mente, meu espírito heroico gritava de animação com aquele teatro de sangue. E comentava sobre como era estranho o jeito que eu pensava e de, depois de um bom tempo pensando sobre isso, admitindo que ele havia perdido a empatia.

"Se eu soubesse magias como esses cara!" disse ele, logo antes de uma risada abafada, estranha e que se mantinha no mesmo tom.

Em resposta, apenas dei-lhe um sermão e ele ficou resmungando coisas sobre mesmo depois de morto ele ainda consegue ter a encheção de saco de pessoas que se acham mais certas do que ele.

No fim, apenas virei meu rosto para o outro lado, encarei por um certo momento Victor, sem minha expressão mudar, é claro, mas era óbvio como eu exalava desaprovação. Contudo, não iria querer que Kaprasius me visse morto, não dessa forma brutal, então, apenas voltei a olhar a lamparina que Victor havia criado, ao menos ela era bonita e tinha o que admirar, diferente daquela situação que encontrávamos.

A última coisa que o espírito heroico disse, depois de uma risada, foi:

"Aí vem os gritos!"


Last edited by Hae-il Aristóteles on Sat Jan 28, 2017 6:17 am; edited 1 time in total
avatar
Hae-il Aristóteles

Posts : 201
Join date : 2017-01-06

Ficha
Hp:
0/0  (0/0)
St:
0/0  (0/0)
MC:
0/0  (0/0)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Lazarus Eastburn on Sat Jan 28, 2017 6:01 am

Ao ver a visão do sangue, imediatamente a expressão de Kaprasius mudou. Havia fúria genuína em seus olhos, todavia, voltou a encarar Victor.

- O assunto da reunião foi concluído. Não há mais o que conversar.
avatar
Lazarus Eastburn

Posts : 71
Join date : 2017-01-24

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Blair on Sat Jan 28, 2017 6:02 am

O estranho se manteve em silêncio e impassível diante da situação.
avatar
Blair

Posts : 87
Join date : 2017-01-07

Ficha
Hp:
0/0  (0/0)
St:
0/0  (0/0)
MC:
0/0  (0/0)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Leone Estus on Sat Jan 28, 2017 6:38 am

Leone continuava mexendo no seu celular enquanto os membros da seikishidan se movimentavam para neutralizar a nova ameaça que chegou. Simplesmente ignorando o feito. 

Valeu Bleidd. - Guardou o celular e olhou para Victor com uma feição um tanto triste. Hey senpai, você exagerou nessa? O cara só tava putinho por causa da mina del--- - Foi nesse momento que viu a papisa se jogando em frente as lâminas o que cessou o ataque rapidamente. Caralho! Maria, puta que pariu. Primeiro tu quer deixar de ser papisa e agora tu se joga na frente de um ataque pra salvar um cara que não tem nada haver com nada? Tudo bem eu entendo o mano, eu também sou virgem e nunca beijei uma mina na vida e ele tem uma namorada... e deve transar todo dia... e beijar todo dia... - Se levantou da cadeira e deu um gritão. Matem o filho da puta! Ele não merece minha compaixão. Por estar transando tanto assim, eu mesmo vou matar esse filho da puta!

_______________________________________________________
avatar
Leone Estus
Clock Tower
Clock Tower

Posts : 38
Join date : 2017-01-27

Ficha
Hp:
290/290  (290/290)
St:
8/8  (8/8)
MC:
220/300  (220/300)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Carmen Han'Yodoru on Sat Jan 28, 2017 6:47 am

Mesmo Waria ficou surpresa devido a violência da ação, recuando um pouco o corpo em choque contra a cadeira.

Seu olhar, diferente dos outros ali, estava assombrado e, não conseguiu evitar olhar para Lupus com uma suspeita. Mas, balançou a cabeça.

- Eu concordo com o Kaprasius. Não temos mais o que conversar agora, vamos encerrar a reunião.
avatar
Carmen Han'Yodoru
Clock Tower
Clock Tower

Posts : 156
Join date : 2017-01-13

Ficha
Hp:
0/0  (0/0)
St:
0/0  (0/0)
MC:
0/0  (0/0)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Pope Paolo V on Sat Jan 28, 2017 7:00 am

Assim que viu Victor beijar o rosto do menino ela saltou ao mesmo tempo em frente a ele deixando com que as lâminas cortassem um pouco da pele de seu pescoço. 

Desculpe-me por isso, Victor, não posso deixar que você tome uma vida para si apenas para satisfazer o seu ego. Você não é o anfitrião hoje, ele é Kaprasius! Só ele deve dizer quando alguém morre - Seu rosto ainda estava cheio de lágrimas por todas as palavras de bons sentimentos que recebeu. Mas ainda estava com os olhos fechados, deixando-se, talvez, tornar-se sacrifício em nome de Shibari. Garoto você está bem? - Dizia a voz dela para o menino o abraçando semi-nua. Após ver que as lâminas haviam travado, ao ouvinr Leone falando com ela tão casualmente novamente ela engolia a raiva e respirava profundamente. 

Acariciava tanto ele quanto sua companheira com as costas das mãos e puxava ambos para um abraço caloroso. 

Eu sinto muito pela sua dor! Mas este homem não é o responsável por ela. Há algum tempo a igreja vem procurando por suspeitos de atentados terroristas. Houve três casos e então me mandaram aqui. - Juntou a cabeçao dos dois as suas, a sua dor a fazia chorar com todo o pesar que tinha em seu coração. Eu entendo a sua dor meus filhos e eu só queria uma forma de poder diminuir ela. - Olhou para trás deixando suas lágrimas escorrerem, Se houver apenas um pedaço de perdão no seu coração, por favor desculpem esse mundo que só traz sofrimento e o amem como amam um ao outro. Afinal viver já é bem difícil por si só e é um período tão ínfimo diante da vida do nosso mundo. Não é melhor passar esse tempo apenas colhendo e plantando boas ações para salvar o resto de humanidade que há nesse mundo? - Dizia ela deixando que suas novas feridas escorressem em direção ao chão. 

Limpava as lágrimas de Minaka. 

Sorria minha filha! Este mundo já é muito triste para chorar de tristeza... eu os convido para virem comigo à igreja e rezarmos pedindo perdão pela sua ira. O que acham? Deus é misericordioso, bondoso e os aceitará em sua infinita graça. - Aquele momento de tensão até mesmo havia a impedido de desejar as boas graças as palavras dos outros. Eu gostaria de lhes agradecer. Meus joelhos ficaram bambos por uma hora, mas eu não podia deixar ele ser morto. Podia eu? - Ela sorriu da forma mais sincera que tinha. Muito obrigado por permitirem que essa velha continue a realizar o trabalho de Deus na terra. - Respondeu ela limpando as lágrimas que escorriam de seus olhos com o polegar. Meus jovens, se vocês não quiserem ser atacados novamente por favor pinguem seu sangue dentro daquela lamparina. Enquanto ela estiver aqui, vocês são nossos iguais. Não importam seus títulos ou riquezas, suas famílias ou organizações. Diante da Magia de Kweg o Santo, todos nós somos pessoas de amor e igualdade. - Levou os três novos convidados aos bancos restantes. 

Kaprasius, Waria. Eu não acho que deveríamos deixar estes de fora. Eles podem nos trazer melhores informações. Aliás desculpem pela minha choradeira... é a velhice. Quanto mais velho, mais emotivo ficamos não é mesmo? - Ela riu tentando esconder o fato de que estava com vergonha por ficar chorando em nome das vidas desperdiçadas.

_______________________________________________________
avatar
Pope Paolo V
Igreja
Igreja

Posts : 22
Join date : 2017-01-27

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Padre Clemence on Sat Jan 28, 2017 7:05 am

- Vossa Santidade--!

Clemence chegou até mesmo a esticar o braço para tentar impedir a papisa, mas, não conseguiu o fazer, apenas vendo conforme ela foi atingida impiedosamente pelas armas e seu rosto se contorceu em dor como se fosse nele mesmo os golpes.

Assim que as armas recuaram, ele se aproximou do grupo, enquanto a Papisa falava com aquelas crianças, Clemence se pós na frente deles, encarando o grupo ali e sua feição determinada.

Era claro em sua expressão facial que, se eles tivessem intenções de ferir mais algo ali dentro, teriam que passar pelo padre antes. Ele olhou por cima do ombro para Victor.

- O anfitrião já disse para acabarmos com essa reunião. Não há mais motivo para continuarmos com isso, e ainda pior, a vossa Santidade está ferida!!

Com um esforço ele controlou sua língua, respirando fundo para se acalmar.
avatar
Padre Clemence
Igreja
Igreja

Posts : 84
Join date : 2017-01-13

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Zyan Wakaizumi on Sat Jan 28, 2017 2:42 pm

Parece que aquele idol havia feito uma acusação de grande escalão contra Lupus, sua própria mente ficou confusa por não saber se realmente o Opfatter seria um assassino, não tinha amizade com o tal mas se recusava a aceitar esse peso.

- Shibaki, você não está exagerando? Claro que sempre há chances de você estar certo porém essa é uma acusação muito grave.

Botou a mão por trás da cabeça antes de começar a falar.

- Eu não tenho amizade com Lupus, talvez apenas meio coleguismo dependendo da consideração ou se pá ele não deve gostar de mim, mas não é como se eu ligasse pra isso.

Continuou observando tudo e aquela confusão que o idol tinha feito, parecia que tudo poderia se desmonorar em um piscar de olhos.

-De qualquer forma não acho que um cara seria culpado por isso, embora você esteja tentando convencer todos nós. Porém se você estiver certo isso faria Lupus um serial killer? É melhor não pensarmos dessa forma.

Naquele momento o tal pegou seu celular e começou a mandar uma mensagem para Lupus, estava mandando a mensagem de baixo da mesa para depois guardar o celular.

''Não me considere um inimigo ou qualquer coisa do tipo, aliás eu sei quem você é, m-e-s-t-r-e! hihi. Nada mais e nada menos do que o sangue puro saber de tudo o que acontece sem nem mesmo ter aliados, eu poderia te dedurar agora mesmo para todos porém parece que eu não sou vacilão. ''

Voltou ao normal com sua postura, pegava na mão da Sato e seus olhos atrás da máscara ficavam com um olhar bem frio, como se tudo naquele local não fosse nada para ele.
avatar
Zyan Wakaizumi
Leode
Leode

Posts : 527
Join date : 2017-01-06

Ficha
Hp:
160/160  (160/160)
St:
100/100  (100/100)
MC:
1120/1120  (1120/1120)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Marie Tannhauser on Sat Jan 28, 2017 3:03 pm

Sato arregalou os olhos com a carnificina que acontecia ali na sua frente, virando o rosto e o escondeu no ombro do Brand, tentando ignorar os gritos de dor que vinham por conta daquele ato, como também ignorar o cheiro de sangue. Ela apertou a mão do rapaz em reflexo enquanto permanecia com a face escondida.
avatar
Marie Tannhauser

Posts : 139
Join date : 2017-01-19

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Lucca Archibald on Sat Jan 28, 2017 3:13 pm

Lucca sentiu o rosto ser tomado por um pequeno rubor devido as palavras gentis por parte do Lupus, assim como conseguiu esboçar um sorriso com as palavras do árabe que lhe confortaram.

Sentiu enfim que podia confiar neles. Lentamente aquela coragem começou a se solidificar dentro dela e seu olhar ficou mais firme e determinado por conta daquele sentimento...

Mas, logo que Shibaki começou a falar daquela forma, seus sentimentos voltaram a se tornar naquele turbilhão de dor e confusão que era costumeiro da mesma. Se tivesse parado por ai, certamente Lucca não teria agido da forma que viria a agir. Mas...

Sangue teve que ser derramado.

A garota ficou com os olhos arregalados e em choque quando aqueles movimentos foram tão rápidos que sequer conseguiu acompanhar direito - parecia tão rápido, mas tão lento ao mesmo tempo. O sangue da papisa foi derramado no lugar do ídolo, as mãos da garota tremeram e imediatamente seus olhos foram tomados por lágrimas, recuando o corpo conforme cobria a boca com as duas mãos. Seu grito de horror morreu no fundo da garganta e virou o rosto, desesperado, para Victor.

- Ajude ela! Por favor, ajude ela!

Não iria conseguir usar magia. Suas pernas estavam bambas e não conseguia se movimentar de onde estava. Sem perceber já estava chorando diante do horror, como sendo confrontada pelo seu pior pesadelo, onde seus sonhos se tornavam realidade. Lucca levou as mãos a cabeça, sua expressão tomada por choque conforme sua mente não conseguia processar ainda todos os seus sentimentos que o corpo expressava.
avatar
Lucca Archibald

Posts : 535
Join date : 2017-01-07

Ficha
Hp:
200/200  (200/200)
St:
4/4  (4/4)
MC:
250/250  (250/250)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Origin's Word Creator on Sat Jan 28, 2017 5:24 pm

Shariz ouvia atentamente todas as acusações que o Idol fazia para todos naquele local e, certamente, incomodou-se um pouco com a fala final dele: '' Aqueles que o acobertarem ou simpatizarem iriam ser seus alvos'' ? Por mais que estivesse simpatizando um pouco com as palavras daquele homem, isso de certa forma o provocou pois sabia que no fim das contas não tomaria nenhuma iniciativa de nenhum dos dois lados já que o seu principal foco nesta guerra era salvar os inocentes ao invés de os executar.
Mas tudo mudou no momento em Victor aplaudia sarcasticamente e se aproximava até ele: Pensou em tentar interferir mas por alguma razão, um leve calafrio em sua espinha surgia naquele momento e o forçava a ficar completamente paralisado apenas observando toda aquela cena em silencio . . . Que foi completamente quebrado no momento em que a Santidade se jogou na frente daqueles ataques quase impossíveis de se ver a olho nu.

. . . Mas o que ?! Porque Santidade . . . Você não tinha nada haver com ele ou muito menos . . . - Foi tudo o que disse naquele momento ao ver a Santidade empalada por aquelas múltiplas laminas. No mesmo instante, tentou utilizar alguma das runas para tentar mesmo que um pouco melhorar a condição física dela mas aquilo provou-se ser inútil uma vez que suas habilidades magicas estavam completamente anuladas. Claro que algumas lagrimas escorreram em seu rosto por ver a beleza naquele ato da Papisa: Um ato de uma pessoa se sacrificando pelo bem maior da outra pessoa, algo digno de admiração. - . . . Está satisfeito, idol ? Sangue inocente foi derramado agora por causa de sua imprudência com as Palavras. Talvez você tenha razão sobre o Magi dos Olhos Dourados, talvez esteja errado . . . Mas não posso apoiar alguém que derrame sangue inocente por desejo pessoal de vingança: Já estive por esta trilha, e eu sei muito bem que tipos de consequência que ela vai lhe trazer no futuro . . . E não são nada boa. Continue sendo movido por este seu ego convencido que uma hora não haverá Santidades para te proteger de gente como Victor e certamente, vai se arrepender.

Assim que concluiu a sua frase, voltou-se para Lucca agora que estava completamente tremula e assustada com todo aquele show de horrores que estava havendo naquele momento: Tudo o que fez, por fim, foi a acariciar no topo da cabeça enquanto tentava a acalmar.

Lucca . . . Se acalme, ela vai ficar bem agora que a reunião praticamente foi suspensa . . .
avatar
Origin's Word Creator

Posts : 561
Join date : 2017-01-06

Ficha
Hp:
140/140  (140/140)
St:
0/0  (0/0)
MC:
0/280  (0/280)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Gael Donnet on Sat Jan 28, 2017 5:43 pm

O moreno estava sentado, de alguma forma tudo aquilo que o idol falava parecia não lhe afetar mesmo que seu olhar vez o outra se cruze com o olhar de Camille ao seu lado, sabia que estava errado em ser o único herdeiro e também sabia que estava errado em dizer tudo que disse, era movido por suas emoções e seus sentimentos que vez ou outra eram mais fortes do que outros. Ao fim da fala do Idol notou oque Victor fazia, no segundo que Victor beijou o rosto daquele homem, o moreno se levantou, previa oque o beijo significava e sabia oque aconteceria e por conta disso não poderia deixar que mais pessoas se ferissem. Ao ver que Papisa tentava se jogar na frente das facas, o moreno a segurou pela mão, era um instinto do caçador a qual adquiriu dos Opfatter, seu olhar estava focado naquela mulher enquanto usando-a como uma escada, puxou e a jogou em direção a Lucca que provavelmente iria segura-la, usando o mesmo instinto que antes o moreno puxou Clemence com a outra mão, Clemence viria em sua direção e assim então o moreno o abraçaria com certo afeto perante aquilo.

Me acusa de ter matado meus iguais... Kokutou, Kristell, Egbert, Shanon, Camilla. O olhar voltou para Camille enquanto soltava o abraço de Clemence, Camilla seria sua irmã gemea que era uma amiga do passado, fiel a Lupus como nenhuma outra, era claro ver a mudança do moreno, mas não era algo mágico nenhum conseguiria sentir aquilo, sua pele começou a ficar branca como neve enquanto suas tatuagens começaram a parecer criar vida, escalando seu corpo em direção ao olho que começava a se esconder por trás dos cabelos negro recém azulados. — Eleanor, Khaleesi, Lux, Mana, Mark... Inumeros mortos e você acha que eu fui o culpado por isso... Eu não estava em casa, se estivesse eu os protegeria não apenas com um servo mas com meu coração, com meu corpo e meus ideais... Bombas estavam lá? Acha que um ataque terrorista acontece com o que? Gummy Bear?

Lupus caminhou em direção ao idol e a garota que estava o acompanhando, Minaka, ela parecia ser de seu próprio sangue, o moreno então já não parecia ser o dragão impulsivo de que tanto se referiam em seu passado, parecia mais um lobo rodeando a presa, o único olho a vista dourado estava focado naquela garota. 

Minaka Opfatter... Enquanto você se escondia, nossa família morreu... Enquanto você fugia da família, todos estavam sendo explodidos com suas carnes cheirando a churrasco mal passado... Enquanto você cantava sobre amor, eles estavam recebendo o beijo do anjo negro... Enquanto você se apresentava como uma boa garota, eles estavam lutando pelo bem da família... Onde você estava perante tudo isso? Onde você estava quando os Opfatter precisaram de você? Quando nós estávamos caindo no esquecimento e nossos inimigos estavam vencendo? Onde você estava quando aqueles fantasmas apareceram na cidade? Escondida! Em baixo das asas desse cantor...

Lupus então cerrava os punhos enquanto erguia a destra em direção a Lucca apontando-a com o indicador.ONDE VOCÊ ESTAVA QUANDO ORDENARAM QUE NOSSAS FAMÍLIAS BATALHASSEM ATÉ A MORTE? QUE DIFERENÇA VOCÊ FEZ PERANTE TODA A GUERRA DA FAMÍLIA? E VOCÊS VEM ME ACUSANDO DE GENOCIDIO? FRATRICIDIO? 

O olhar transbordava ódio, sacou uma faca que estava escondida em sua perna onde parecia ser uma perna para sua defesa, o moreno então pegou a faca e cortou a palma da mão canhota. Quando sangrávamos... Quando lutávamos... Você cantava... Eu Lupus "Voorhees" Opfatter desafio Minaka e Shibaki perante todas as organizações e família para uma luta pela justiça e verdade, que as acusações de Shibaki façam-no vencer e que se Minaka for realmente a herdeira, ela será a quem eu servirei, mas se isso for mentira, se tudo isso não  acontecer... Você receberá o castigo imposto em um desafio de sangue... O olhar passou por todos os líderes das organizações esperando que eles concordassem com aquilo.

Você receberá a justiça das sombras. 

Ao perceber que a presença a qual estava sentindo antes saiu junto com aquela garota, o moreno olhou para a saída, logo depois guardando sua faca novamente enquanto se dirigia a tal, esperando que fosse liberado já que tudo havia acabado, esperava apenas Victor liberar e apagar aquela chama com seu sangue para segui-la.

_______________________________________________________
Win or Die.
avatar
Gael Donnet
Seikishidan
Seikishidan

Posts : 768
Join date : 2017-01-02

Ficha
Hp:
300/300  (300/300)
St:
9/10  (9/10)
MC:
210/320  (210/320)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Ryou Hayashi on Sat Jan 28, 2017 6:15 pm

Quando toda aquela situação começou a aumentar consideravelmente de nível, Camille ficou de pé instintivamente. Não sabia o que o beijo significava, mas, sabia que aquilo iria significa o descontrole das emoções do seu amigo. Ficou em silêncio encarando Minaka conforme Lupus a rodeava como um predador, vindo a sorrir de leve diante daquelas palavras.

Sim, Camille concordava com ele, mas, não podia exprimir isso agora, era uma situação arriscada demais - delicada demais. Não conseguia lamentar o sangue inocente que foi derramado devido a fúria, mas, tal era as consequências de ações imprudentes, e esse era seu temor quando Lupus fez aquele desafio.

Conforme o mesmo se dirigia a saída, ela se apressou para alcança-lo e segurou o tecido no braço que ele vestia, seus olhos estavam preocupados.

- Eu concordo com tudo que você disse, Lupus. - Ela falou baixo para que somente ele escutasse. - Mas, por favor, eu... Eu não posso perder mais ninguém.

Sua irmã gêmea, todos seus amigos de infância. Ela sabia do sofrimento do Lupus, então o minimo que esperava... Era que ele também entendesse seus próprios sentimentos.

_______________________________________________________
avatar
Ryou Hayashi

Posts : 917
Join date : 2017-01-02

Ficha
Hp:
0/0  (0/0)
St:
0/0  (0/0)
MC:
0/0  (0/0)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Houko Choi on Sat Jan 28, 2017 6:52 pm

*Shibaki estava ainda bastante irritado com tudo aquilo, e com a aproximação de Victor daquela forma tão cínica, não hesitou segundo algum em abaixar uma de suas mãos e pegar na empunhadura de uma arma que havia ganho de presente de sua amada líder, e com o beijo no rosto muito similar ao feito bíblico de Judas, o moreno sussurrou para Victor*


-Meu pai é muito pior do que você. 
*Durante aquela fala, tudo agora se passava em câmera lenta, aquelas carrascos chegavam até o ídolo que sacou de sua arma acertando um dos alvos em um golpe seco mesmo –essa defesa não vai contar, mas o dano que o moreno recebeu sim- desarmando então aquele golpe enquanto os demais acertaram em si cravando-se as laminas em seu corpo que o faziam sangrar devidamente e abaixar a cabeça tendo sido “morto” pelos algozes*


“-Aquela mulher... Por que?”
*Os cabelos se mantinham frente os olhos e agora o moreno que mantinha a arma apontada para Victor pronto para atirar nele acabou a abaixando  colocando onde achou com a maior naturalidade do mundo, dando alguns passos a frente com os algozes ainda “sobre” sim com suas armas devidamente cravadas em seu corpo manchando sua roupa branca de vermelho. Proximo daquela dita urna, ele não precisou se ferir, apenas esticou o braço ensanguentado e deixou ali pingar algumas gotas de seu sangue cair ali, expondo então a aura completamente branca com o centro azul, algo tão discreto que mal dava para ser visto.*

-Não entendo o por que fez isso, mas pelo que parece você é uma Papisa já que aquele homem o chamou de Vossa Santidade, e a morte não é um lugar, ela é um estado, o certo seria vocês me falarem “Seu lugar é tumulo”, algo assim, por favor, me deixem ouvir ao menos um comentário correto e épico antes de tentarem me matar. 
*Os assassinos possivelmente já haviam se “desgrudado” do corpo de Shibaki que olhava sua aura ali sem entender direito o que aquelas cores significavam, aquele pequeno azul em meio a tanto branco*

-Bleidd, não seja tão duro com ele, adultos também podem apreciar desenhos, afinal, eles são uma obra de arte como qualquer outra.. Mas por que Papisa? Por que tentou se intrometer? Como aquele homem disse, você não tem nada a ver comigo...
*Aquelas palavras que ela havia dito a Victor antes de ser devidamente impedida por Lupus ecoavam na mente do moreno que fechava seus olhos e suspirava, ele estava se acalmando aos poucos*

-Uma mulher tão alta e respeitosa agindo assim por quem mal conhece, depois de tudo o que eu disse e fiz... Por que? E não se preocupe garota, ela está bem pela graças de Deus, aparentemente.
*Voltou o olhar para Lucca e sorria fino para ela, o desespero da mesma a fazia ver o que não estava lá, o que não havia acontecido de fato, comentou então buscando traze-la para a realidade, acabando por até mesmo acenar para ela usando o indicador para bater algumas vezes no canto da própria cabeça sinalizando para ela ter atenção, a papisa estava indo de encontro a ela, e inacreditavelmente, se alguém pudesse perceber, aquele corpo não tinha mais nenhuma ferida aberta, só estava manchado de sangue e com as roupas furadas devido as perfurações e cortes*

-Parece que meus poderes foram consumidos por aquela urna... Que bizarro esse tipo de magia. 
*Colocou então o braço frente a Lupus para ele não se aproximar muito de Minaka, o olhando então de lado com o olhar amarelo ainda, mas em tom diferente, já não carregava mais raiva, o ato confuso da papisa e suas palavras o faziam ver além da emoção*

-A Papisa tem razão, eu não posso satisfazer o meu ego tomando vidas, caso o contrário eu seria como você que usa mortes como desculpa de seus supostos feitos heroicos, um hipócrita, e eu detesto pessoas hipócritas, por isso não quero ser uma, então me desculpo por ameaça-lo, infelizmente terei que contar com a policia e talvez com essas organizações para investigarem o que houve, provar por A + B que você foi o culpado de tudo. 
*Aproximou-se lateralmente de Lupus, um já estava praticamente do outro do outro, e próximo ao ouvido dele ele sussurrava, mas outros podiam ouvir facilmente, afinal, não era nenhum segredo.


-E não a Minaka, seu doente. 
*O braço que servia como uma espécie de escudo se movia e empurrava o outro para trás com certa força, dava para sentir que o ídolo tinha um pouco a mais de força do que parecia, e quem fosse mais perceptível notaria que ele se segurou ali*


-Muito bem Voorhes, eu aceito seu desafio se isso realmente for ajudar a provar a sua culpa perante o genocídio Opffater, um contra um, um duelo justo.
*A postura era firme mesmo para alguém a beira da morte, só deus sabe o como diabo ele sobreviveu a tamanho combo de ataques e continuar de pé mantendo aquela postura firme, ele já havia se decidido e iria até o fim daquilo mesmo que isso custasse sua vida as vias de fato dessa vez*

-Espero que essa não seja mais uma de suas mentiras Voorhes, aceite seu julgamento quando eu faze-lo ir ao chão, e não se preocupe, não irei mata-lo e sim apenas derrota-lo, não vale a pena eu sujar meu nome e minhas mãos com sangue, seja ele de quem for, porém, vale a pena exaltar o que eu simbolizo em um combate justo, prepare suas armas, eu irei espera-lo onde quiser que eu vá para fazer o que deve ser feito.

*Sim, ele iria lutar mesmo naquele estado, por sua respiração ofegante e corpo suado, dava para se perceber que ele não estava lá em seu melhor momento, aqueles golpes por mais que tivessem sido devidamente curados antes dele por o sangue na urna ainda assim tiraram uma quantia absurda de dano do ídolo que agora lutava consigo mesmo para se manter de pé, já começando até mesmo a ver embaçado vez ou outra, e por isso não reparava direito quando Lupus começava a se afastar, estava difícil ver*

-Sinto muito a todos pelo meus descontrole, eu mereci a punição como bem dito, cheguei a uma reunião familiar e me exaltei, acabei ameaçando que não deveria, assustando e prejudicando, se um fã meu estivesse aqui ele com certeza estaria desapontado, eu devo manter o que sempre ensino a todos... Justo pelo justo, antes de mais nada.
*Mesmo vivo ele havia perdido muito sangue, ficando tonto e caindo de joelhos no chão pondo a mão sobre a cabeça, estava apenas com um dos joelhos no solo, o outro permanecia erguido. Respirava fundo, tentava manter sua consciência ativa apesar dos apesares, mas estava complicado, havia perdido muito sangue embora tenha estancado o sangramento e a hemorragia, assim como os demais status negativos*
avatar
Houko Choi
Gwyn-llys
Gwyn-llys

Posts : 502
Join date : 2017-01-07

Ficha
Hp:
160/160  (160/160)
St:
0/0  (0/0)
MC:
1820/1820  (1820/1820)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Hector C. Lucius on Sat Jan 28, 2017 6:54 pm

*Shibaki estava ainda bastante irritado com tudo aquilo, e com a aproximação de Victor daquela forma tão cínica, não hesitou segundo algum em abaixar uma de suas mãos e pegar na empunhadura de uma arma que havia ganho de presente de sua amada líder, e com o beijo no rosto muito similar ao feito bíblico de Judas, o moreno sussurrou para Victor*


-Meu pai é muito pior do que você. 
*Durante aquela fala, tudo agora se passava em câmera lenta, aquelas carrascos chegavam até o ídolo que sacou de sua arma acertando um dos alvos em um golpe seco mesmo –essa defesa não vai contar, mas o dano que o moreno recebeu sim- desarmando então aquele golpe enquanto os demais acertaram em si cravando-se as laminas em seu corpo que o faziam sangrar devidamente e abaixar a cabeça tendo sido “morto” pelos algozes*


“-Aquela mulher... Por que?”
*Os cabelos se mantinham frente os olhos e agora o moreno que mantinha a arma apontada para Victor pronto para atirar nele acabou a abaixando  colocando onde achou com a maior naturalidade do mundo, dando alguns passos a frente com os algozes ainda “sobre” sim com suas armas devidamente cravadas em seu corpo manchando sua roupa branca de vermelho. Proximo daquela dita urna, ele não precisou se ferir, apenas esticou o braço ensanguentado e deixou ali pingar algumas gotas de seu sangue cair ali, expondo então a aura completamente branca com o centro azul, algo tão discreto que mal dava para ser visto.*

-Não entendo o por que fez isso, mas pelo que parece você é uma Papisa já que aquele homem o chamou de Vossa Santidade, e a morte não é um lugar, ela é um estado, o certo seria vocês me falarem “Seu lugar é tumulo”, algo assim, por favor, me deixem ouvir ao menos um comentário correto e épico antes de tentarem me matar. 
*Os assassinos possivelmente já haviam se “desgrudado” do corpo de Shibaki que olhava sua aura ali sem entender direito o que aquelas cores significavam, aquele pequeno azul em meio a tanto branco*

-Bleidd, não seja tão duro com ele, adultos também podem apreciar desenhos, afinal, eles são uma obra de arte como qualquer outra.. Mas por que Papisa? Por que tentou se intrometer? Como aquele homem disse, você não tem nada a ver comigo...
*Aquelas palavras que ela havia dito a Victor antes de ser devidamente impedida por Lupus ecoavam na mente do moreno que fechava seus olhos e suspirava, ele estava se acalmando aos poucos*

-Uma mulher tão alta e respeitosa agindo assim por quem mal conhece, depois de tudo o que eu disse e fiz... Por que? E não se preocupe garota, ela está bem pela graças de Deus, aparentemente.
*Voltou o olhar para Lucca e sorria fino para ela, o desespero da mesma a fazia ver o que não estava lá, o que não havia acontecido de fato, comentou então buscando traze-la para a realidade, acabando por até mesmo acenar para ela usando o indicador para bater algumas vezes no canto da própria cabeça sinalizando para ela ter atenção, a papisa estava indo de encontro a ela, e inacreditavelmente, se alguém pudesse perceber, aquele corpo não tinha mais nenhuma ferida aberta, só estava manchado de sangue e com as roupas furadas devido as perfurações e cortes*

-Parece que meus poderes foram consumidos por aquela urna... Que bizarro esse tipo de magia. 
*Colocou então o braço frente a Lupus para ele não se aproximar muito de Minaka, o olhando então de lado com o olhar amarelo ainda, mas em tom diferente, já não carregava mais raiva, o ato confuso da papisa e suas palavras o faziam ver além da emoção*

-A Papisa tem razão, eu não posso satisfazer o meu ego tomando vidas, caso o contrário eu seria como você que usa mortes como desculpa de seus supostos feitos heroicos, um hipócrita, e eu detesto pessoas hipócritas, por isso não quero ser uma, então me desculpo por ameaça-lo, infelizmente terei que contar com a policia e talvez com essas organizações para investigarem o que houve, provar por A + B que você foi o culpado de tudo. 
*Aproximou-se lateralmente de Lupus, um já estava praticamente do outro do outro, e próximo ao ouvido dele ele sussurrava, mas outros podiam ouvir facilmente, afinal, não era nenhum segredo.


-E não a Minaka, seu doente. 
*O braço que servia como uma espécie de escudo se movia e empurrava o outro para trás com certa força, dava para sentir que o ídolo tinha um pouco a mais de força do que parecia, e quem fosse mais perceptível notaria que ele se segurou ali*


-Muito bem Voorhes, eu aceito seu desafio se isso realmente for ajudar a provar a sua culpa perante o genocídio Opffater, um contra um, um duelo justo.
*A postura era firme mesmo para alguém a beira da morte, só deus sabe o como diabo ele sobreviveu a tamanho combo de ataques e continuar de pé mantendo aquela postura firme, ele já havia se decidido e iria até o fim daquilo mesmo que isso custasse sua vida as vias de fato dessa vez*

-Espero que essa não seja mais uma de suas mentiras Voorhes, aceite seu julgamento quando eu faze-lo ir ao chão, e não se preocupe, não irei mata-lo e sim apenas derrota-lo, não vale a pena eu sujar meu nome e minhas mãos com sangue, seja ele de quem for, porém, vale a pena exaltar o que eu simbolizo em um combate justo, prepare suas armas, eu irei espera-lo onde quiser que eu vá para fazer o que deve ser feito.

*Sim, ele iria lutar mesmo naquele estado, por sua respiração ofegante e corpo suado, dava para se perceber que ele não estava lá em seu melhor momento, aqueles golpes por mais que tivessem sido devidamente curados antes dele por o sangue na urna ainda assim tiraram uma quantia absurda de dano do ídolo que agora lutava consigo mesmo para se manter de pé, já começando até mesmo a ver embaçado vez ou outra, e por isso não reparava direito quando Lupus começava a se afastar, estava difícil ver*

-Sinto muito a todos pelo meus descontrole, eu mereci a punição como bem dito, cheguei a uma reunião familiar e me exaltei, acabei ameaçando que não deveria, assustando e prejudicando, se um fã meu estivesse aqui ele com certeza estaria desapontado, eu devo manter o que sempre ensino a todos... Justo pelo justo, antes de mais nada.
*Mesmo vivo ele havia perdido muito sangue, ficando tonto e caindo de joelhos no chão pondo a mão sobre a cabeça, estava apenas com um dos joelhos no solo, o outro permanecia erguido. Respirava fundo, tentava manter sua consciência ativa apesar dos apesares, mas estava complicado, havia perdido muito sangue embora tenha estancado o sangramento e a hemorragia, assim como os demais status negativos*

_______________________________________________________
avatar
Hector C. Lucius

Posts : 419
Join date : 2017-01-08

Ficha
Hp:
120/120  (120/120)
St:
8/8  (8/8)
MC:
300/300  (300/300)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Pierre Argentum on Sat Jan 28, 2017 6:59 pm

É possível escutar o som de música ao longe.
avatar
Pierre Argentum

Posts : 85
Join date : 2017-01-18

Ficha
Hp:
57/270  (57/270)
St:
8/8  (8/8)
MC:
218/250  (218/250)

Back to top Go down

Page 5 of 8 Previous  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Next

View previous topic View next topic Back to top


 
Permissions in this forum:
You cannot reply to topics in this forum