Barracão Separado

Page 4 of 8 Previous  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Next

View previous topic View next topic Go down

Barracão Separado

Post by Ryou Hayashi on Thu Jan 26, 2017 1:43 am

First topic message reminder :

Um pouco distante de toda a comoção principal, até mesmo depois dos trailers dos "atores", tem um barracão cuja as cores se misturam com a noite.

No interior, as luzes são fracas e tem uma mesa redonda com diversas cadeiras distribuídas. A entrada é guardada por dois homens.

-ACESSO RESTRITO-

_______________________________________________________
avatar
Ryou Hayashi

Posts : 916
Join date : 2017-01-02

Ficha
Hp:
0/0  (0/0)
St:
0/0  (0/0)
MC:
0/0  (0/0)

Back to top Go down


Re: Barracão Separado

Post by Bleidd Sizigium on Sat Jan 28, 2017 12:12 am

Abaixou a cabeça e juntou os dedos entrelaçando-os de forma organizada. Apoiou os cotovelos sobre a tábua de madeira e se pôs a rezar. Assim que terminou, olhou para Victor. 

Hey Victor! Olhe sua boca diante essa reunião. Não toleraremos nenhuma forma de hostilidade vinda do mediador desse encontro, ainda que isso signifique que o Cisne está com fome. - Seu corpo também parecia começar a tremer com a chegada daquela criatura. Ambos os cinco que ali estavam, por terem tanta experiência com o além sabiam exatamente do que se tratava. Ainda não sabemos quais são suas motivações para vir até aqui. - Olhou com o canto dos olhos e então voltou-se em direção a Kaprasius.

Kaprasius lhe julgam com base? Pois se o for, não seria você aqui o mais hipócrita? Não sabes que todos nós aqui estamos apenas tentando o melhor para a humanidade? - Respondeu ele, praticamente dizendo que enquanto não envolver o resto das pessoas ele continuaria na dele. Se continuar com isso, nem mesmo a sua lenda e o seu prestígio serão o suficientes para conseguir o perdão. Iremos tortura-lo por anos a fio até que arrebentarmos a sua mente... é realmente isso que quer?

Terminou ele voltando a sua atenção para a Papisa, indagando-se como poderia uma criatura tão pura quanto ela ceder a pressão do graal.

_______________________________________________________
avatar
Bleidd Sizigium
Gwyn-llys
Gwyn-llys

Posts : 19
Join date : 2017-01-16

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Setsuna e mais uma negada on Sat Jan 28, 2017 12:52 am

Sakuya prestava atenção no que ocorria dentro daquele barracão, era um lugar mais reservado. Reportava a sua mestra e as demais sobre o que encontrava.

- Pessoas estranhas e muito suspeitas. Magis, certamente. Mestres, e alguns dizem até mesmo servos.
- Organizações estão presentes. Seu amigo, Optaffer.
- O homem ao qual desconfiei também está aqui.
- O ruivo, chefe dos Lunnargenttos.
- Há hostilidade entre eles.
- A Igreja compareceu. Clemence? É familiar?
- Uma magia de..sangue?
- Ó Shogun, eles falam a respeito da guerra pelo Graal. Ouça o que tenho a dizer.

Sakuya passava essas e demais detalhes a Victorique.

_______________________________________________________
avatar
Setsuna e mais uma negada

Posts : 289
Join date : 2017-01-19

Ficha
Hp:
300/300  (300/300)
St:
99999/99999  (99999/99999)
MC:
228/275  (228/275)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Hae-il Aristóteles on Sat Jan 28, 2017 12:59 am

Respeitava todos ali presente, por causa disso, não levantei a voz em nenhum momento mesmo achando algumas ações um pouco mal educadas. E, como a papisa havia requerido, abaixei minha cabeça e comecei a rezar, com todas as minhas forças. Junto com o espírito heroico, fazendo com que nossas vozes, por algum motivo, ressoassem em minha mente.

Assim que levantei a cabeça, por terminar a reza, vi como todos começaram a ir para cima de Kaprasius, jogando argumentos que pareciam já pré-preparados. Assim, apenas botei a mão em seu ombro, dizendo que iria me explicar e, caso ele olhasse para mim, iria dar um sorriso e um aceno positivo com a cabeça, mostrando que eu iria ajudar nesta situação.

Arranhei um pouco a garganta, pois não queria parecer fraco durante o discurso, nem gaguejar e muito menos com que a voz ficasse fina ou fraca de repente.

— Então, senhores e senhoras herdeiros. Padre e Papisa. Líderes e representantes — dizia eu, conforme olhava e fazia um certo aceno com a cabeça para então começar a falar o verdadeiro motivo para começar assim — Por favor, peço à todos que não descontem em meu avô algo que se refere à mim. Nada que envolva a mim irá, consequentemente, envolve-lo. Como um bom avô, uma boa família, ele apenas me ajudou a alcançar o que eu desejava, os meus pedidos — continuei, me preparando para continuar falar. Arrumei minha postura e voltei a guardar minhas mãos atrás de mim — No entanto, se isso não for o bastante para convencê-los que isso não é "hipocrisia" — falei com certo ênfase e então comecei um novo ponto do discurso — Peço minhas imensas desculpas por cometer tal ato de desaforo e petulância, mas, parece que vocês não entenderam a situação da guerra. Como Lupus disse, nenhum mestre entrega uma ficha para participar, todos são escolhidos — depois de me explicar, continuei a falar, arranhando mais uma vez a garganta — Todos os "competidores" — ironizei o fato de se haver um campeão em uma guerra, para haver um competidor — São escolhidos pelo Graal, assim, mesmo você não concordando com a guerra, assim como eu, você continuará a participar dela. Com este pensamento, decidi que, como um escolhido, não deveria desrespeitar o Santo Graal e sua vontade divina. Mesmo que para alguns isso seja apenas um papo chato, peço respeito, assim como respeito seus pensamentos. — interrompi o discurso, com medo de ser julgado — Mas, enfim. O meu real objetivo para entrar nesta guerra é justamente parar com ela. Eu não irei tirar nenhuma vida, não irei deixar com que meu espírito heroico me controle, até por quê, nós possuímos pensamentos convergentes. Por isto, não se preocupe, Lupus Opfatter, tenho pleno controle e se quiser, podemos até mesmo realizar um contrato mágico caso você não confie em minhas palavras. Assim, por causa deste objetivo de parar a guerra, ajudar a humanidade, assim como os senhores parecem querer, eu entrei para a guerra. Nem todos possuem os mesmos pensamentos do que vocês, aqui presentes, por isto, uma ajuda para lutar contra estas malevolências, nunca é demais.

Depois de todo o discurso, totalmente nervoso por falar em frente à tais grandes autoridades, respirei um pouco para voltar às minhas palavras.

— Sendo assim, peço imensamente que não julguem a minha família por meus atos e meus pedidos egocêntricos. E espero que me perdoem por ter falado tanto e de modo desaforado contra os senhores e senhoras, apenas me senti na obrigação de responder os seus julgamentos, mesmo dirigindo às palavras contra Kaprasius — então olhei para Kaprasius e com uma reverência, pedi novamente desculpas — Desculpe por ter falado tanto quando a resposta deveria ser sua, senhor, apenas não consegui me segurar.

E depois de um tempo, voltei a encarar os outros do local.

— Se quiserem, posso sair deste local, esperarei junto ao batalhão de Victor por meu avô. Poderão discutir o que quiserem aqui, não atrapalharei mais e, qualquer coisa, podemos discutir depois alguns planos, caso possamos ser aliados nesta guerra.  — terminei, dando uma última opção e terminando com os olhares e falas dirigidos para Lupus e em seguida para aquele que, pela cultura e fisionomia, era um árabe.

Havia passado todo o tempo nervoso, brincando com o botão da manga do casaco com a outra mão e, por este motivo que as mãos estavam escondidas nas costas. Esperava que eles não notassem seu nervosismo e muito menos comentassem sobre isso, pois, com um comentando, todos os outros confirmariam. Esperava também que Kaprasius não rejeitasse minha ação, se possível apenas esclarecesse minhas palavras confusas e nervosas.
avatar
Hae-il Aristóteles

Posts : 201
Join date : 2017-01-06

Ficha
Hp:
0/0  (0/0)
St:
0/0  (0/0)
MC:
0/0  (0/0)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Lazarus Eastburn on Sat Jan 28, 2017 1:59 am

Certamente as acusações não foi algo que Kaprasius previu que seriam voltados para ele; imaginou que tais iriam existir, é claro, mas não para ele. Todavia, manteve-se calmo, resoluto, rezando calmamente junto com os outros conforme o pedido da papisa, e assim que terminou, aguardou que todos pudessem manifestar sua opinião.

Estava passando a mão na barba quando olhou para o seu lado e viu Hae tomar uma posição ativa naquela discussão. Não conseguiu conter um pequeno sorriso orgulhoso conforme escutava aquelas palavras que provinham da boca do seu pupilo, pousando a mão em seu ombro e apertou de leve.

- Falou bem, filho. Foi digno de um Aristóteles. - Cessou o sorriso orgulhoso para dar uma encarada séria em todos os presentes, colocando as mãos na mesa. - Primeiramente, eu sequer acreditava que essa guerra existia ou existiu em algum momento da história. Todavia, não há mais como virar o rosto para os fatos recentes: algo estranho está de fato acontecendo. Guerra do Graal ou não, vidas inocentes estão sendo colocadas em jogo por que alguém decidiu fazer o ritual. Segundo...

Dessa vez o olhar furioso foi para Lupus.

- Você pode ser um dos que estão almejando herdar o título de líder, Voorhees, mas lembre-se do seu lugar como ainda candidato para a situação e peço gentilmente para que escolha melhor suas palavras conforme fala com os líderes de grandes organizações. Se preza pela sua vida, respeito social e ainda mais se quiser ganhar a seleção como herdeiro, eu sugiro que aprenda a ser mais politico e guarde sua língua quando se dirigir a papisa. Palavras e sentimentos são igualmente poderosos, mesmo que uma pessoa morra suas ideias vão continuar neste mundo graças a todas as pessoas que este interagiu. Certamente você iria desejar que seu legado fosse como você enfrentou a Igreja por motivos fúteis como diferença de credo? - Ele suspirou, ajeitando a postura. - Mesmo Bleidd e Victor respeitaram a atitude da vossa Santidade, não se julgue superior sendo que ainda sequer saiu das fraldas direito.

O velho ajeitou a postura de volta, voltando a se sentar conforme colocava as mãos sobre a mesa, sua expressão voltando a se acalmar.

- E, por fim... Como meu pupilo disse, vocês foram escolhidos por uma vontade maior. Poderia ser qualquer um, eu, Victor, Bleidd, Clemence... Ou até mesmo um mendigo. - Seu olhar duro pairou sobre todos agora. - Parem de agir querendo apontar um culpado e tentem se comportar de acordo com seus ideais e ajudem a humanidade ao invés de ficarem apontando facas uns para os outros. Eu convoquei essa reunião pois eu queria saber da boca de cada um qual seria sua posição diante de uma situação tão delicada... E inclusive... Queria saber quais seriam as posturas dos candidatos a herdeiros, afinal de contas, vocês deveriam se lembrar que essa reunião não deixa de ser uma situação política que poderia beneficiar sua campanha.

Ele resmungou em seguida algo sobre "honestamente, essas crianças de hoje em dia".

- Que não tiver algo a mais para dizer nessa reunião, convido-os para se retirar, pois eu como anfitrião ficarei até o último se retirar.
avatar
Lazarus Eastburn

Posts : 71
Join date : 2017-01-24

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Blair on Sat Jan 28, 2017 2:08 am

O participante da Leode ficou em silêncio por alguns segundos antes de digitou.

"Typhon não tem interesse em se envolver com discussões desse tipo. Então vou me abster de comentários."
avatar
Blair

Posts : 87
Join date : 2017-01-07

Ficha
Hp:
0/0  (0/0)
St:
0/0  (0/0)
MC:
0/0  (0/0)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Leone Estus on Sat Jan 28, 2017 2:18 am

O líder da Clock Tower pegou nas mãos da Waria e fechou os olhos lendo para rezar. Deu um grande sorriso Muito obrigado, Clemence significa muito pra mim. - Assim que todos começavam a falar ele acabou se distraindo um pouco com o celular.

Geeeenteeeem! Caras vocês viram isso? - Colocava na frente um AMV qualquer mostrando para todos eles. Imagina como seria foda isso! - Disse ele coçando a cabeça. Hey neguinho... - Pela primeira vez seu tom de voz estava completamente sério. 

A hidra que se formou da sua aura acabou envolvendo ele. Aquilo nada mais era que apenas a sua vontade de matar o garoto de forma a obrigar-lo a ter respeito. Eu recomendo que assim que essa reunião acabar, você corra para longe. Porque a sua insubordinação acabou me irritando, nem mesmo o china ali foi capaz de fazer isso com esse discurso emotivo dele. - Apontou na direção dele sequer sem tirar a visão da tela. Lupus, não? Enfim... Não é da hora isso? - Mostrava o AMV para ele ignorando completamente a sua vontade assassina de outrora. 

AMV:


Hey Kaprasius. - O vídeo acabava 2 minutos depois. Você não precisa tentar ensinar maneiras para as crias dos outros. Afinal faz tempo que não cortamos o Victor não é mesmo? - Disse ele sorrindo e passando a língua numa faca. Se esse pivete continuar assim, talvez ele até acabe como um dos dez sombrios. Seria super engraçado, não seria? - Disse ele rindo para eles ali.


_______________________________________________________
avatar
Leone Estus
Clock Tower
Clock Tower

Posts : 38
Join date : 2017-01-27

Ficha
Hp:
290/290  (290/290)
St:
8/8  (8/8)
MC:
220/300  (220/300)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Carmen Han'Yodoru on Sat Jan 28, 2017 2:23 am

Ao ser puxada para rezar daquela forma, a garota ficou imediatamente vermelha e se livrou das mãos do seu líder, cruzando os braços irritada.

- Eu NUNCA iria querer casar com esse maluco! Humpf!

Mas, ficou em silêncio para o momento de prece que a papisa fez, chegando a fechar os olhos - mesmo que não viesse a rezar realmente, - e a partir de então estava em silêncio o tempo inteiro, apenas assistindo. De certa forma, estava até como o Leone: entediada. Então, acabou assistindo o vídeo no celular dele junto com o mesmo, sem falar nada ou manifestar algo demais.
avatar
Carmen Han'Yodoru
Clock Tower
Clock Tower

Posts : 150
Join date : 2017-01-13

Ficha
Hp:
0/0  (0/0)
St:
0/0  (0/0)
MC:
0/0  (0/0)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Pope Paolo V on Sat Jan 28, 2017 2:35 am

A mulher ouvia tudo o que aqueles homens grosseiros tinham para lhe falar, uma lágrima escorreu de seu rosto ao ouvir que o jovem Hae havia sido convocado para a guerra e tal como isso ela simplesmente voltou a olhar para eles.

Meus amores, me desculpem por isso. Clemence desculpe-me por ter feito você realizar issso, Hae você também. Árabe... é sua crença, não há problema algum em se orgulhar dela. Acho que ainda que estejamos pensando de maneira diferente você ainda esta pensando como eu, não é mesmo? - Disse ela sorrindo para ele, apesar de estar magoada pela a sua ação. Assim como as dos demais. 

A papisa retirou seu manto papal junto de suas vestes e colocou sobre a mesa. 

Lupus se isso lhe serve como desculpas, eu peço perdão por ter lhe ofendido. Não sabia realmente o que meus cardinais estavam fazendo, se servir para que você releve a igreja e a perdoe algum dia eu desistirei do meu posto como papa. - Lacrimejava por tudo aquilo que lhe acontecia, mas o pior ainda. Seu choro era pelo ódio e raiva que todos aqueles outros sentiam em seu coração. Sentia se mal por eles, o coração realmente pesava e ela então se levanto. E se assim o quiserem irei-me embora deixando com que minha magia e meus poderes fiquem presos dentro dessa lanterna. É a minha forma de pedir desculpas pelos meus amados padres que fazem de tudo para salvar este mundo. - Colocou as palmas das mãos na face do padre Clemence. Me foi um prazer ser o seu papa, Clemence. Eu lhe perdoo indiferente do que tenha feito ou quais foram seus motivos... - Olhou para Victor e Lupus se curvando para ele. - Eu também perdoo vós a Seikishidan. Não precisam se mutilar por mim. Tudo bem? - Disse a mulher.

Seu corpo era cheio de cicatrizes pela auto-penitência que aplicava a si mesma.
avatar
Pope Paolo V
Igreja
Igreja

Posts : 22
Join date : 2017-01-27

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Padre Clemence on Sat Jan 28, 2017 2:49 am

Clemence não esperava todo aquele discurso da Papisa, a olhando um tanto em choque conforme parecia até mesmo chorar e o segurou daquela forma.

- Minha senhora..!

Não conseguiu se conter e acabou segurando a mão da papisa, se abaixando para ficar de joelhos para ela conforme a segurava com ambas as mãos.

- Mil perdões, minha senhora... - Ele suspirou, voltando a ficar de pé. - Sua bondade desconhece limites, e compreendo que sua santidade deseje obter o perdão desse homem, todavia, a Igreja ficaria perdida sem vossa coordenação!

Clemence olhou para o manto papal em cima da mesa, mas se conteve em tomá-lo e coloca-lo de volta na papisa, soltando a mão da mesma e colocou a mão sobre seu peito.

- Por favor, vossa Santidade, se vier a se retirar e se me permitir, eu irei lhe acompanhar mesmo no abismo da morte e da incerteza. Não carrego qualquer mal em meu coração, sua santidade, apenas desejo ver o seu sorriso glorificar os nossos dias uma vez mais.
avatar
Padre Clemence
Igreja
Igreja

Posts : 84
Join date : 2017-01-13

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Zyan Wakaizumi on Sat Jan 28, 2017 2:57 am

Brand estava tão ''Smoke Everday'' para aquela situação que só absorvia o conhecimento falado sobre aquele local, até que ouviu sobre as falas da papisa e isso trouxe uma pequena dor em seu coração embora seu sentimento seja algo genérico. Se dirigiu até ela calmamente e se curvou diante.


- Me perdoe vossa santidade, vários pensamentos circulam sobre minha cabeça mas eu tento sempre ser uma pessoa melhor. Eu tenho que sempre tenta manter a Lucius de pé para que ela não caia, por mais que não pareça eu preciso salvar certas coisas, que vão depender da mina fé.

Dizia isso em uma baixa voz que somente a santidade iria escutar, se levantou depois de ter se curvado e sentou sobre  sua cadeira. Pegava a mão de Sato por baixo e a apertava, como se estivesse tão nervoso por vários problemas terem aparecido a tona.

- Isso é bem tenso não é mesmo? -Sussurrava para a tal.
avatar
Zyan Wakaizumi
Leode
Leode

Posts : 524
Join date : 2017-01-06

Ficha
Hp:
160/160  (160/160)
St:
100/100  (100/100)
MC:
1120/1120  (1120/1120)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Marie Tannhauser on Sat Jan 28, 2017 3:00 am

De fato, ela também estava bem distante diante de toda aquela discussão, vindo a se surpreender quando Brand se levantou daquela forma, mas ficou ainda mais surpresa quando teve sua mão pega daquela forma. Olhou para baixo brevemente antes de voltar a olhar para ele, sem conseguir conter um sorriso de canto.

- É, bastante.

Tornou a observar o desenrolar da situação.
avatar
Marie Tannhauser

Posts : 139
Join date : 2017-01-19

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Lucca Archibald on Sat Jan 28, 2017 3:17 am

A garota estava assistindo conforme os ânimos começaram a ficar alterados diante da atitude do Lupus, e chegou a olhar preocupada para o Papa quando este começou a chorar daquela forma. Quando enfim viu uma oportunidade, acabou ficando de pé abruptamente, derrubando a cadeira por conta disso.

- Ei, se vocês dizem proteger tanto a humanidade, por que estão brigando entre si?!

Seu coração estava batendo rápido, preocupação estampada nos seus olhos e acabou se abraçando, olhando para o lado e acenou negativamente com a cabeça.

- Não posso permitir que a vossa Santidade possa vir a ser ferida por conta das atitudes que vocês estão tomando, então...

A garota engoliu em seco, lembrando-se do conto que Victor lhe contou, acabou virando para Bleidd e Victor, pela primeira vez não havia medo em seus olhos, mesmo que houvesse de fato um receio.

- Se quiserem descontar em alguém, muito bem, podem me usar para isso! Mas... Existem outras formas melhores para descartar raiva! - Ela deu um sorriso, juntando as mãos. - P-Por exemplo, com abraços, conversando, estando entre amigos que gostamos muito! Combate sentimento ruim com sentimento ruim vai apenas torná-lo ainda pior! É assim que bestas fantasmais que nos assombram surgem! Vocês querem realmente se reduzirem a serem apenas criaturas irracionais movidas por sentimentos ruins?!

Sua voz aumentou consideravelmente sem notar, e, nesse momento que enfim notou como estava quase gritando, acabou estremecendo e cobriu a boca, olhando para baixo conforme lacrimejava de volta.

- De-Desculpe, eu não deveria ter gritado assim... - De volta medo estava começando a inundar, eles iriam bater nela por ter falado daquela forma? - É... É que não consigo me segurar quando vejo pessoas que dizem apoiar uma causa boa... Agindo dessa forma... Imoral.

Lucca olhou brevemente para o lado antes de tornar a olhar para Lupus e tentar sorrir gentilmente.

- Você poupou minha vida quando os Optaffer queriam minha cabeça por conta da minha família... Clemence me ajudou a cuidar do Victor quando ele bebeu demais na festa... E o Victor também foi bom comigo me encorajando no hotel! Por isso, eu acredito que todos vocês possam ter de volta essa bondade e exprimir elas para fora e se unirem com esses sentimentos para lutarmos juntos contra um inimigo em comum. Quer dizer, eu sei que não sou muita coisa, sou pequena, medrosa, e não sou muito forte, mas... Eu sei que juntos podemos enfrentar qualquer coisa!
avatar
Lucca Archibald

Posts : 535
Join date : 2017-01-07

Ficha
Hp:
200/200  (200/200)
St:
4/4  (4/4)
MC:
250/250  (250/250)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Origin's Word Creator on Sat Jan 28, 2017 3:29 am

. . . 

Shariz ficou em silencio por um breve momento após ouvir a pergunta da Santidade: Mas em seu rosto, podia-se notar um leve sorriso surgir pois apesar de tudo ela conseguia compreender muito bem a dor que o árabe esteve suportando por todos esses anos. Aquele dia no Bar, onde o seu passado foi superado no momento em que o rapaz conseguiu o perdoar de alguma maneira, foi apenas uma batalha vencida: Mas muitas outras ainda seriam travadas e deveria estar pronto para cada uma delas.
Antes que pudesse a responder, surpreendeu-se com a atitude de Lucca que praticamente superou toda a timidez para poder expressar o que pensava naquele momento. Nisso, Shariz colocou sua mão no ombro dela e com um sorriso em seu rosto afirmava algo para ela em um tom não muito alto - Algo próximo de um sussurro - que provavelmente a animaria.

. . . Tenho certeza que ''Ele'' estaria orgulhoso de você agora. Da forma que agiu . . . Você enfrentou os leões. - Por fim, voltava a olhar para o Papa com a mesma expressão, praticamente satisfeito por estar ali naquele momento. - Eu admiro o que você tenta fazer por todos, Santidade . . . Por isso, como o desejo de um simples peregrino que busca por sua redenção, eu lhe peço que não desista e que continue lutando pelo bem das pessoas: Uma boa ação é mais que o suficiente para mudar o caráter de alguém . . . E eu sei que você tem um dom e o carisma muito maior do que de muitas pessoas para tornar isso possível. Por isso, eu a respeito.
avatar
Origin's Word Creator

Posts : 557
Join date : 2017-01-06

Ficha
Hp:
140/140  (140/140)
St:
0/0  (0/0)
MC:
0/280  (0/280)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Gael Donnet on Sat Jan 28, 2017 4:06 am

Ficou quieto pelo longo tempo a qual todos falavam, porém era nítida sua atenção ser roubada completamente pelo neto Aristoteles, Hae-il realmente sabia a política e ainda mais, sabia conversar ao contrário de seu superior e até mesmo que os outros líderes, o moreno então respirou fundo enquanto soltava o abraço em Camille que parecia apenas estar parada respirando e absorvendo todo o conhecimento, ao fim da fala de Hae-il, Lupus apenas acenou com a cabeça em um sinal positivo devido ao contrato ou até mesmo de serem aliados. Não se levantou nem ao menos focou no velho que começava a falar, um sorriso se moldou nos lábios de Lupus enquanto ele parecia ameaça-lo ou até mesmo intimidar o tal.

Kaprasius... Creio que o conhecimento dos Aristoteles tão falado e tão almejado esta um pouco enganado, acha mesmo que minha família ainda esta em guerra pelo trono? Queremos apenas vingança contra o atentado que sofremos atualmente, não busco o trono ao ponto de abaixar a cabeça para um ato errado e questionável e muito menos preciso ameaçar as pessoas para conseguir me sentir superior.Se levantou enquanto caminhava em direção a Lucca, mas ainda assim o olhar dourado se mantinha em Hae-il e o velho. — Estamos em uma reunião de negócios, estamos entre membros de famílias importantes, organizações e representantes de outros membros, não vejo motivos para ameaças ou qualquer indireta realizada em um momento como este, não é? Afinal de contas, se isso fosse apenas para ouvir e não sobre opinar, para que convocar uma reunião com personalidades tão distintas?! A guerra do santo graal é algo tentador e perigoso, envolver mais vidas nisso, mesmo que com concentimento e até mesmo por vontade própria por bens maiores é algo que eu questiono... Mas como você disse "se eu quero manter minha classe social, ou minha vida e blablabla"... Creio que minha classe social esta acabada e minha vida muito próximo do fim, minha casa e família foram explodidas, os Opfatter estão sendo apagados aos poucos... Mas claro, sei que alguém como você acha que eu me importo com minha classe social o suficiente para abandonar meus princípios e não levantar a voz pra ti.

Sorriu enquanto olhava-o de cima a baixo ao dizer a última frase, o moreno então voltou o olhar enquanto desmanchava o sorriso aos poucos em direção aquele que ameaçou-lhe e até mesmo o pediu para se esconder. Seu corpo se virou em direção ao líder da Clock Tower enquanto apenas observava o AMV que ele havia mostrado.Não se preocupe, não irei correr... Não irei me esconder e muito menos fugir, eu sou o último membro legítimo e puro Opfatter, sei que almeja meu sangue ou ferir Victor, porém creio que todos vocês estão aqui para ouvir opiniões divergentes, ou poderiamos ficar em nossas casas um atacando o outro. Todos nos movimentamos até aqui com o intuito de um bem maior, de uma aliança entre todos para o fim e a queda daquele que invocou o graal... Porém você me ameaça? Que tipo de lealdade ou dignidade eu devo credibilitar ao líder que ameaça uma outra pessoa por não corresponder e pensar da mesma maneira... O "china" teve um senso maior do que o meu e seu avô, teve uma honra e elegancia maior do que a de todos presentes que me ameaçaram... Por isso.


Virou em direção a Hae-il, a mão destra foi em direção ao tórax enquanto o tronco lentamente se curvou em direção a ele, os olhos se fechavam lentamente.

Hae-il Aristoteles, toda a ajuda que você precisar você conseguira comigo se desejar, a Opfatter esta ao seu lado até o fim desta guerra... Eu estarei ao seu lado, juro-lhe minha vida, minha espada, juro proteger-lhe com minha vida... Serei a luz que dissipará a escuridão a qual tentar te atingir. 

Ergueu o tronco enquanto dizia as palavras a qual aprendeu quando criança, Camille poderia lembrar daquelas palavras, palavras que os membros da Opfatter costumavam dizer antes de uma caçada para seu superior, ambos os olhos se abrem enquanto vira o olhar em direção a Lucca com o sorriso mais gentil e acolhedor que conseguiria esboçar.

Herdeira Salvi... Depois daquele dia, não tem um dia que se passe que me orgulho de não ter matado você, também tem minha proteção e sabe disso.

Virou o corpo em direção a Victor enquanto o sorriso se desmanchava, ambos os braços ao correr do corpo escondem as mãos nos bolsos.

Brincar de casinha ainda assim é brincar, com homem ou com mulher, a brincadeira é derivado da infantilidade a qual existe dentro do meu chefe?!


Por fim, o moreno caminhou em direção a papa, a mão canhota foi em direção a seu rosto tocando-na com certa suavidade, sabia que ela poderia atacar ou fazer qualquer tipo de coisas, porém não se importava com aquilo, o polegar foi em direção as lágrimas que caíam enquanto o olhar dourado focava nos olhos da tal, o moreno não era de pedir desculpas ou algo do tipo, porém ao ver aquela situação ele apenas respirou fundo antes de dizer.

Acredito ter sido muito duro com você, as ações de seus subordinados não são culpa sua assim como as minhas não são culpa de Victor... Creio que tenha me exaltado porém, depois de tudo que passei e vivi... Comecei a acreditar que toda minha oração e reza eram palavras ao vento, não deveria falar oque falei para sua crença ou pessoa, acredito que podemos recomeçar uma amizade e lealdade sobre seu pano limpo e alvo...


Demonstrou um sorriso antes de aproximar os lábios da testa da mulher, dando um beijo rápido porém estalado para faze-la rir, voltando a caminhar em direção a cadeira onde estava, esperava os ataques de forma literal e até mesmo teórica, sentando na cadeira, ignorou Camille, pegou seu celular e enviou certas mensagens enquanto voltava a prestar atenção em todos presentes.

_______________________________________________________
Win or Die.
avatar
Gael Donnet
Seikishidan
Seikishidan

Posts : 768
Join date : 2017-01-02

Ficha
Hp:
300/300  (300/300)
St:
9/10  (9/10)
MC:
210/320  (210/320)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Ryou Hayashi on Sat Jan 28, 2017 4:22 am

Camille, dessa vez, estava com o olhar atento, e ainda mais, um tanto irritado na direção de Leone. Realmente não apreciava o que havia sido dito em direção do seu amigo, mas, apenas observou conforme Lupus falava daquela forma.

Tinha algumas coisas que estavam... Equivocadas acerca do que ele falava, mas certamente agora não era a melhor hora de corrigi-lo. Ficou apenas a sorrir conforme o mesmo andava ao redor até voltar a se sentar, suspirando de leve conforme se ajeitava na cadeira, um tanto curiosa acerca do que ele olhava no celular.

_______________________________________________________
avatar
Ryou Hayashi

Posts : 916
Join date : 2017-01-02

Ficha
Hp:
0/0  (0/0)
St:
0/0  (0/0)
MC:
0/0  (0/0)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Hector C. Lucius on Sat Jan 28, 2017 4:56 am

*Shibaki permanecia ali atento a tudo o que era dito após sua chegada que aparentemente mal foi percebida, menos mal, odiava se atrasar e iria detestar que alguém jogasse isso em sua cara, ao menos havia sido discreto como bem gostava de fazer, sempre. Ouvindo todo aquele discurso de Lupus, o ídolo deixava sua parceira ainda mais próxima de si, era como se quisesse protege-la de tudo aquilo, e enquanto isso, não conseguia evitar de começar a se revoltar com aquilo, chegava serrar discretamente os dentes, sua postura como o rapaz gentil que todos amam estava mudando para algo raivoso que ninguém nunca havia visto, e isso ia se intensificando a cada novo dito daquele homem*
 
-Como você ousa falar assim? Do sacrifício de terceiros, de mortes e memorias... Você é apenas um genocida maldito...
*Shibaki sussurrava para si, mas devido proximidade Minaka e Kioko podiam escutar, ele que então agora demonstrava a raiva, seus cabelos ficavam frente seus olhos e agora ele começava a rosnar baixo, estava tão enraivecido que acabou soltando a parceira a deixando sobre os cuidados da outra ídolo sem ver problema nenhum nisso por hora*
 
-Mestres, servos, demi-servos, eu não entendo droga nenhuma do que vocês estão falando aqui, o que isso tem ligação de terem chamado ela aqui, sequer entendo o por que fizeram Minaka vir até um lugar desses apenas para ver pessoalmente aquele que a fez tanto mal... O QUE VOCÊS QUEREM DE DELA? MAIS SOFRIMENTO?!
*Revoltou, falou para que todos pudessem ouvir, ele não sabia quem estava lá e por que estavam, pouco se importava, chegava até mesmo a ignorar quem o pedia para fazer quaisquer coisa que fosse, estava cego de raiva*
 
-Guerra, Santo Graal, Espíritos Heroicos, tudo jeito para qual proposito? Realizar algum tipo de pedido a quem conseguir ignorar melhor a pilha de cadáveres que ficam pelo caminho? Não adianta cessar essa batalha se haverão outras! Não adianta um pai matar um filho ou um líder matar seus irmãos por que assim foi sua vontade por um mero capricho! Eu jamais vi Minaka nesse estado, ela poderia ser uma líder da Opfatter tanto quanto este genocida infeliz! Mas ela infelizmente focou em viver uma vida normal, longe disso tudo, e para que? PARA VOCÊS ARRASTAREM ELA PARA ESSE INFERNO DE NOVO! E QUE ATENTADO? Todos se foram e você fui o único ileso, foi por causa do seu servo? Ele te salvou? Por que não o usou para salva-los? A resposta é obvia... Não existe arma NENHUMA usada por quaisquer pessoa que seja que possa explodir um casarão daquela forma, aquilo iria exigir inúmeros explosivos e só foi encontrado cadáveres da familia, NENHUM ÚNICO CRIMINOSO, NENHUM ÚNICO PROJETIL NA CENA DO CRIME QUE DEIXASSE EVIDENTE O ATO TERRORISTA! Nenhuma testemunha... FOI VOCÊ QUE FEZ ISSO COM TODOS ELES E AGORA OS USA DE DESCULPA PARA CONTINUAR SEGUINDO SEUS CAPRICHOS EGOISTAS, SEU DESGRAÇADO!
*A emoção era tanta que os olhos azuis ficaram amarelos, mudança que Kioko já havia visto em outro momento, em uma situação mais calma, diferente desta onde Shibaki estava totalmente alterado, não tinha como digerir tudo aquilo tão fácil*
 
-Você se livrou daqueles com potencial para tomar seu trono não é mesmo? Só se esqueceu que Minaka também é uma Opfatter e garanto que o sangue dela é mais puro que o seu, seu fratricida maldito... Ainda fica tentando dar uma de bom moço para cima dos outros para depois esfaqueá-los todos pelas costas igual fez com sua própria família, eu mesmo te mataria se isso não fosse sujar minha imagem como ídolo que deve dar exemplo a toda uma geração... Peço a todos aqui desculpas, eu não conheço ninguém daqui, mas sei que devem conhecer esses dois, tanto Minaka quanto Lupus, eu lamento muito pela minha falta de postura, mas isso... Isso é demais para mim, não tem como engolir esse tipo de teatro.
*Mantinha os punhos serrados que chegavam a sangrar buscando conter tanta emoção, erguendo-os então na altura da própria testa buscando ter algum tipo de controle, alguma espécie de calma que o fizesse voltar a postura, já havia dado chilique e chamado atenção demais*
 
-Apenas quero que pague por seu crime jogado debaixo do tapete, mas creio que por ser um escolhido de um artefato tão poderoso, dificilmente iriam deixar que você pague por isso, então eu irei me tornar um mestre e usar esse bendito graal para erradicar pessoas como você desse mundo, não, não apenas como você, mas como todos que te permitem ainda respirar depois de tudo o que fez, eu nunca vou te perdoar por ter feito Minaka chorar, eu nunca vou perdoar seja quem for por acoberta-lo  e mantê-lo seguro...

*O olhar severo exalava o ódio de quem havia deixado sua amada se ferir sem poder fazer nada sobre, o olhar de quem era fraco em não poder revidar nada, de alguém que se tivesse tempo iria com toda a certeza transformar suas palavras em verdade, chegava a lagrimejar ouro, ouro tolo, pois eram lagrimas douradas que refletiam a luz daqueles olhos intensos*

-Eu vou erradicar cada um de vocês.


1D20 + 12 + 5 x 2 para reforçar o que Shibaki disse, não é uma magia que influencia as mentes e sim algo para dar maior enfase no que foi tipo, sensibilizando a todos, e quem puder reagir contra, vai apenas duvidar, questionar e afins e não aceitar o que ele foi tipo como verdade, a carga em sua emoção, fala, postura, tudo o fez transmitir seu sentimento para todos como uma espécie de aflição, uma sensação normal de empatia e não algo aplicado por magia, logo, ninguém pode acusa-lo ou dizer que sentiu algo, afinal, foi uma ação natural dado seu estado emocional. > O dado vale para todos, só não precisa rolar quem foi realmente empatico, agora quem for apático, busca questionar, "ta pouco se fodendo" e afins, deve rolar 1D20 + mod de Controle para poder controlar a própria emoção não deixando a de Shibaki sobrepor.

_______________________________________________________
avatar
Hector C. Lucius

Posts : 419
Join date : 2017-01-08

Ficha
Hp:
120/120  (120/120)
St:
8/8  (8/8)
MC:
300/300  (300/300)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Hector C. Lucius on Sat Jan 28, 2017 4:57 am

Esqueci o dado, mas ressaltando

1D20 + 12 + 5 x2 = todo o valor será multiplicado por 2

vs
1D20 + mod de Controle de quem for apatico, ta pouco se lascando, etc, etc, ou seja, quem busca não se importar de alguma forma com a situação, no caso, caso perca, vai sentir nem que seja uma suave empatia.
avatar
Hector C. Lucius

Posts : 419
Join date : 2017-01-08

Ficha
Hp:
120/120  (120/120)
St:
8/8  (8/8)
MC:
300/300  (300/300)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Administrador on Sat Jan 28, 2017 4:57 am

The member 'Shibaki Narukami' has done the following action : Lançar dados


'20' : 10
avatar
Administrador
Ultimate One

Posts : 854
Join date : 2016-12-20

Ficha
Hp:
1/1  (1/1)
St:
1/1  (1/1)
MC:
1/1  (1/1)

http://steigen.forumotion.com

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Hector C. Lucius on Sat Jan 28, 2017 5:01 am

10 + 12 + 5 = 27 x 2 = 54, é preciso tirar o valor maior ou igual a esse.

_______________________________________________________
avatar
Hector C. Lucius

Posts : 419
Join date : 2017-01-08

Ficha
Hp:
120/120  (120/120)
St:
8/8  (8/8)
MC:
300/300  (300/300)

Back to top Go down

Re: Barracão Separado

Post by Pierre Argentum on Sat Jan 28, 2017 5:09 am

Eto olhou para um lado.

Seishikidan, Igreja, and shit.

Eto olhou para o outro lado.

Gwyn-Llys, choros altos and shit.

Limpou a garganta e foi dando alguns passinhos para trás e furtivamente saiu do local.
avatar
Pierre Argentum

Posts : 80
Join date : 2017-01-18

Ficha
Hp:
57/270  (57/270)
St:
8/8  (8/8)
MC:
218/250  (218/250)

Back to top Go down

Page 4 of 8 Previous  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Next

View previous topic View next topic Back to top


 
Permissions in this forum:
You cannot reply to topics in this forum